O que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde?

alterações-na-cor-das-fezes
Clique e Compartilhe
  • 5
    Shares

​A cor das fezes, assim como sua forma e a consistência, normalmente, refletem a qualidade da alimentação e, por isso, estão muito relacionadas com o tipo de alimentos ingeridos. No entanto, as alterações na cor também podem indicar problemas intestinais ou doenças, como hepatite ou úlcera gástrica, por exemplo.

Geralmente, quando a cor é alterada pela ingestão de alimentos, pode permanecer assim até um máximo de 3 dias. Por isso, se a alteração permanecer por mais tempo, é importante consultar um gastroenterologista para identificar se existe um problema e iniciar o tratamento adequado, caso seja necessário.

O que significa a cor das fezes

As principais causas de alteração na cor das fezes incluem:

1. Fezes verdes

Saiba o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde

As fezes verdes são mais comuns quando o intestino está funcionando muito rápido e não tem tempo suficiente para digerir corretamente a bile, como acontece durante situações de estresse ou em crises do intestino irritável. Além disso, o cocô verde também pode aparecer quando se ingere muitos vegetais verdes, como espinafre, ou quando se faz suplementação de ferro, por exemplo.

O que fazer: deve-se avaliar se existe ingestão aumentada de vegetais verdes ou se se está a tomar um remédio com ferro na sua composição. Caso não seja o caso, é aconselhável consultar um gastroenterologista se o problema se mantiver por mais de 3 dias.

2. Fezes amarelas

Saiba o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde

Este tipo de cocô normalmente indica dificuldade para digerir a gordura e, por isso, pode estar relacionado com problemas que diminuem a capacidade de absorção intestinal, como doença Celíaca, ou ser causado pela falta de produção de enzimas no pâncreas, podendo indicar problemas neste órgão. Além disso, as fezes amarelas também podem surgir no caso de infecções intestinais.

O que fazer: deve-se estar atento a outras mudanças nas características das fezes, como consistência e forma, e caso a alteração dure mais de 3 dias é recomendado consultar um gastroenterologista para identificar o problema e iniciar o tratamento adequado.

3. Fezes escuras

Saiba o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde

As fezes escuras ou negras são, geralmente, acompanhadas por um odor muito mais fétido do que o normal e podem ser sinal de sagramento em algum lugar ao longo do sistema digestivo, devido a úlceras ou varizes esofágicas, por exemplo. No entanto, o cocô escuro também podem ser produzido pelo uso de suplementos de ferro.

O que fazer: caso não se esteja a ingerir suplementos ou remédios com ferro é recomendado consultar o mais rápido possível um gastroenterologista ou ir ao pronto-socorro, caso surjam outros sintomas, como febre, cansaço excessivo ou vômitos.

4. Fezes avermelhadas

Saiba o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde

Estas geralmente indicam a presença de sangue e, sendo assim, são muito frequentes em situações de hemorroidas, por exemplo. Porém, também pode ocorrer sangramento devido a infecções, problemas inflamatórios, como doença de Chron e colite ulcerativa ou doenças mais graves, como câncer.

O que fazer: é recomendado ir ao pronto-socorro ou consultar imediatamente um gastroenterologista para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

5. Fezes claras

Saiba o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde

As fezes claras, ou esbranquiçadas, surgem quando existe muita dificuldade do sistema digestivo para digerir a gordura e, por isso, são um sinal importante de problemas no fígado ou nas vias biliares.

O que fazer: é aconselhado consultar um gastroenterologista para fazer exames de diagnóstico, como tomografia ou ultrassonografia, diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Fonte: Tua Saúde

Author Details
Graduando em Biomedicina, formado em jornalismo, web designer, empreendedor, autodidata, administrador página Portal Biomédico no Facebook e o blog Portal.
4 (80%) 1 vote
  • 5
    Shares

Graduando em Biomedicina, formado em jornalismo, web designer, empreendedor, autodidata, administrador página Portal Biomédico no Facebook e o blog Portal.

Veja também:

CONTATO
close slider