Os maus hábitos que fazem mal a saúde

maus-hábitos
Clique e Compartilhe

Segundo diversas pesquisas científicas, aproximadamente 90% do que as pessoas fazem todos os dias é uma consequência dos hábitos que foram desenvolvidos no decorrer da vida. Essas atividades são feitas de modo automático, e o indivíduo mal percebe o que está fazendo.

Por não pensar em como está agindo, fazendo parte das suas tarefas mecanicamente, muitos maus hábitosque são prejudiciais à saúde podem ser criados e mantidos por muito tempo. O modo como o organismo é tratado reflete diretamente na saúde ou no surgimento de diversas doenças.

Conhecer os riscos aos quais o corpo está exposto pelos maus hábitos mantidos ao longo dos anos, pode te ajudar a enxergar como é possível evitar diversas doenças, apenas mudando um pouco a sua rotina.

Maus Hábitos de Limpeza

1) Usar só uma esponja para limpar vários locais

Resultado de imagem para esponja suja

Por mais que muitas pessoas não acreditem, um dos lugares que mais produzem e escondem micróbios é a cozinha. Um dos piores hábitos realizados nesse cômodo da casa, é sair limpando tudo ali com a mesma esponja. A da limpeza, esse utensílio armazena muitas bactérias. Especialistas recomendam que o ideal é usar toalhas descartáveis para limpar a mesa e o armário.

2) Depositar o detergente direto na esponja

Resultado de imagem para detergente

Outro mau hábito que precisa ser evitado é o uso excessivo de detergente. Ao colocá-lo diretamente na esponja, os resíduos acumulados ali ficarão na louça lavada que entrará em contato com os alimentos e prejudicar a saúde dos que os consumirem.

O recomendado é que sejam diluídas oito gotas do produto em um litro de água. A cada peça que for lavada, basta mergulhar a esponja na água e você terá sabão o suficiente para limpar a louça e gerar menos riscos à saúde.

3) Não trocar travesseiros e colchões

Resultado de imagem para roupa de cama suja

O uso prolongado de colchões e travesseiros pode causar diversos problemas de saúde, principalmente para pessoas alérgicas. Ambos acumulam ácaros, células mortas do corpo de quem os utiliza, fungos, capas, resíduo de saliva e etc.

Para evitar o acúmulo de bactéria e complicações na saúde, é recomendado que se crie o hábito de trocar os lençóis e fronhas com frequência, preferencialmente a cada três dias. O uso de protetores impermeáveis para os colchões e travesseiros, também é uma ótima dica.

4) Uso excessivo do aspirador de pó

Imagem relacionada

Boa parte das pessoas acredita que a melhor forma de limpar a casa é usar o aspirador de pó. No entanto, ao aspirar a sujeira, o pó não é completamente eliminado e fica no ar, sendo inalado por quem está limpando e por outras pessoas no recinto. Usar demais o aspirador é um mau hábito que precisa ser mudado.

Para diminuir os ricos à saúde, é importante ter um aparelho com boa qualidade e usá-lo com sabedoria. Muitas vezes, a melhor opção pode ser um pano de chão bem lavado.

Maus Hábitos Alimentares

Resultado de imagem para maus habitos alimentares

Ficar doente com frequência atrapalha a qualidade de vida do indivíduo, mas promover a saúde envolve muito mais do que o uso de remédios. A correria do cotidiano leva muitas pessoas a desenvolver péssimos hábitos alimentares.

Comer “fast-food” e alimentos industrializados pode ser uma opção prática, mas os riscos à saúde são muito elevados. O organismo humano precisa vários nutrientes para funcionar adequadamente. Ter uma dieta equilibrada e com produtos naturais ajuda em muito mais do que apenas manter um peso ideal.

hábito de mastigar pouco ou de forma ineficiente e se alimentar em horários variados, sem regularidade, pode gerar problemas no aparelho digestivo do corpo. Alimentos com muito sal, açúcar e gorduras contribuem para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como hipertensão arterial, colesterol elevado, diabetes e etc.

Os riscos gerados pelos maus hábitos alimentares podem ser com facilidade. Há muitas formas de ter uma dieta saudável e melhorar a sua qualidade de vida. Comer mais frutas e verduras, de preferência as produzidas sem agrotóxico, produzir os próprios temperos e diminuir o sal são algumas dicas que fazem muita diferença.

Hábitos de Vida Diária

Quem fica pensando nas bactérias que caem no bolo na hora de soprar a vela nos aniversários? Esse é um hábito tradicional que deve ser evitado com urgência. Estudos comprovam que o bolo fica contaminado pela saliva de quem apagou a vela, e que tais bactérias podem até provocar vômito nas outras pessoas.

assoprar bolo

Ficar muito tempo sentado no vaso sanitário se tornou ainda mais comum depois da popularização dos smartphones. Segundo profissionais da área de saúde, além de dificultar a circulação do sangue para os membros inferiores, se manter nessa posição é um mau hábito que pode provocar hemorroidas.

Acionar a descarga com a tampa do vaso sanitário aberta dissemina sujeira para todos os lados. Devido à pressão da água, diversas gotículas saem do vaso e podem expor todo o banheiro a diversas doenças. Outro mau hábitorelacionado a esse cômodo, é deixar as escovas de dentes fora de um local fechado, ficando exposta às demais sujeiras do sanitário.

Entre os maus hábitos que mais aumentam o risco de doença cardíaca, estão o fumo, a ingestão frequente de bebidas alcoólicas e a falta de prática de exercícios físicos, por um mínimo de 40 minutos por dia.

Outro hábito de risco que é muitas vezes desconsiderado é o sedentarismo na frente do televisor. Passar mais de 7 horas por semana vendo tevê favorece o aumento da pressão arterial e dos níveis de colesterol.

Dormir demais ou dormir muito pouco também são hábitos que devem ser evitados. Não ter um sono com um tempo adequado gera o risco de desenvolvimento precoce de envelhecimento arterial, podendo caracterizar o início de uma disfunção cardiovascular. O ataque cardíaco e o acidente vascular encefálico estão entre as principais doenças de risco para quem dorme mal.

Segundo diversos estudos, os maus hábitos em geral podem dificultar diversas áreas da saúde humana. Pacientes em período pós-cirúrgico e transplantados correm risco de desenvolver diversos problemas, até mesmo a rejeição do novo órgão ou sua inflamação devido a tais práticas que são simples de serem mudadas.

Author Details
Graduando em Biomedicina, formado em jornalismo, web designer, empreendedor, autodidata, administrador página Portal Biomédico no Facebook e o blog Portal.
4 (80%) 1 vote

Graduando em Biomedicina, formado em jornalismo, web designer, empreendedor, autodidata, administrador página Portal Biomédico no Facebook e o blog Portal.

Veja também:

CONTATO
close slider