Por que urinamos mais quando ingerimos álcool?

adh_alcool
Clique e Compartilhe
  • 169
    Shares

Vocês já perceberam que quando ingerimos bebidas alcoólicas precisamos ir mais vezes ao banheiro? Muitos podem pensar: urinamos mais porque estamos bebendo e por isso temos mais líquido para eliminar. Só que a cada 1,3ml de álcool que você consome produz um aumento de 10ml na sua urina. A teor do álcool está diretamente ligado, pois uma dose de Whisky faz você urinar mais que um copo de cerveja!

Mas como o álcool faz isso?

A formação de urina ocorre nos rins e lá o volume e a composição da urina são devidamente regulados por vários mecanismos: por hormônios, osmose, transportadores, etc. Um hormônio muito importante é a vasopressina, também conhecido como ADH  (ou HAD, em inglês, antidiuretic hormone), um hormônio antidiurético.

A vasopressina é produzida pelo hipotálamo, localizado no sistema nervoso central e armazenada na neuro-hipófise, uma glândula endócrina que o envia para a corrente sanguínea sempre que há um feedback positivo ou negativo do sistema endócrino.

Nos rins, o ADH abre poros (como se fossem canais de água) por onde a água pode sair da urina em formação e voltar para o nossa circulação. Esse mecanismo poupa água e diminui a quantidade de urina eliminada.

O álcool (etanol) é antagônico ao ADH, pois ele inibe a produção de vasopressina, com isso não se formam os canais de água nos túbulos renais e assim a água que não conseguiu voltar para o sangue é eliminada na urina. Isso faz com que o volume de urina aumente.

O desenho abaixo ajuda a entender melhor:

adh_alcool

Na figura ‘A’ vemos o que ocorre normalmente no nosso corpo: a vasopressina (AHD) abre canais, por onde uma parte da água retorna para a corrente sanguínea. Na figura ‘B’ vemos que a presença do álcool na circulação inibiu a produção de vasopressina (ADH) e por isso mais água ficou na urina porque não conseguiu retornar a circulação, resultando em um maior volume de urina.

Por isso o álcool desidrata, porque perdemos muita água e sais minerais quando bebemos. Geralmente as pessoas acordam com a boca seca no dia seguinte de ter bebido. Além do gosto de “guarda-chuva” na boca, causado por um intermediário na metabolização do etanol,  é comum sentir muita sede e a boca seca após uma bebedeira. A desidratação produzida pelo álcool também contribui para a dor de cabeça e o enjoo presentes na ressaca.

Curta_portal_biomedico

Uma dica legal é intercalar a bebida alcoólica com água. Beba um copo de água entre cada caneca de chopp, e no dia seguinte tenha outra vida. Claro que o mais fácil é sempre beber em quantidade moderada, mas quando a ocasião não permitir, vá se hidratando durante a noite.

Então é isso! Lembre-se da vasopressina nas baladas dos fins de semana e nas festas de fim de ano… e boa hidratação!

envie seu artigo ao Portal Biomédico

Author Details
Graduando em Biomedicina, formado em jornalismo, web designer, empreendedor, autodidata, administrador página Portal Biomédico no Facebook e o blog Portal.
4.5 (90%) 4 votes
  • 169
    Shares

Graduando em Biomedicina, formado em jornalismo, web designer, empreendedor, autodidata, administrador página Portal Biomédico no Facebook e o blog Portal.

Veja também:

CONTATO
close slider